terça-feira, 30 de outubro de 2018

Diferentes tipos de manteiga de Karité & Dr. Feelgood Review


Já algum tempo que ansiava por tempo mais fresco, eu adoro calor mas uma pessoa começa a sentir falta das roupas quentinhas e aconchegantes. Antigamente odiava o Outono/Inverno mas nos últimos anos comecei a apreciar também os dias mais cinzentos. Talvez porque sofro da tiróide e antigamente, antes de estar medicada, os dias mais frescos eram insuportavelmente frios, não havia maneira de me conseguir aquecer por muitas camadas de roupa que tivesse!

Só lamento os dias mais curtos e falta de luz porque nesta altura fico por norma muito mais motivada a trabalhar (desenhar/pintar), talvez porque há algo de especial nas cores quentes de Outono.

Mas esta semana o tempo mudou drasticamente e passei de usar t-shirt para andar literalmente enfiada em roupa de Inverno e voltar ao cházinho quente. Se uma pessoa anseia o frio, rapidamente muda de ideias quando ele chega! 

A minha pele já está a ficar toda desgraçada, ando cheia de cieiro, a pele do rosto já se ressente mais com a água quente do banho e voltaram as dores de garganta.





Dito isto, voltou a necessidade de hidratar em profundidade e nos últimos tempos ando numa aventura de testar manteigas! Digamos que são mega hidratantes, numa formula muito simplificada. A última que partilhei aqui no blog era da Purity Vision e adorei-a, tanto para o corpo como para o rosto. É muito agradável e sem cheiro.

Na mesma altura, encomendei a Manteiga de Karité da marca Dr. Feelgood e demorei a optar por uma manteiga de karité, depois de fazer algum pesquisa! 

Para quem não sabe, concluí que existem vários tipos de manteiga de karité, começando pela espécie da planta da qual é extraída. A manteiga de karité é extraída de uma noz e existem duas espécies, uma que cresce na zona leste de África e a outra na zona oeste. 

Na zona Oeste - Senegal e Gana - a manteiga de karité é proveniente da principal espécie de árvore de onde se extrai esta manteiga, da Vitellaria Paradoxa, já na zona este - Uganda e Sudão - a manteiga provém de uma sub-espécie, a Vitellaria Nilotica.



Vitellaria Paradoxa - Manteiga de Karité da zona oeste de África (principalmente Senegal e Gana):
- É a variedade mais popular de manteiga de karité e é produzida principalmente no Gana, mediante plantação para comercialização
- Tem uma maior concentração de vitamina A que ajuda na cicatrização (boa para cicatrizes, estrias, cortes e queimaduras ligeiras)
- É mais espessa e por isso mais difícil de espalhar no corpo, isto porque precisa de temperaturas mais altas para derreter comparativamente com a outra espécie
- Menor concentração de ácido oleico, sendo menos hidratante do que a manteiga da zona este proveniente de Vitellaria Nilotica
- Conclusão, esta espécie é melhor em termos de cicatrização mas mais fraca em termos de hidratação

Vitellaria Nilotica - Manteiga de karité da zona este de África (principalmente Uganda e Sudão):
- Tem uma maior concentração de ácido oleico, o que faz com que a manteiga seja mais suave
- É mais hidratante
- Derrete com mais facilidade, a temperaturas mais baixas, tornando-a mais fácil de espalhar na pele
- Tem uma cor mais amarelada
- A árvore cresce espontaneamente, pelo que é mais rara de se encontrar do que a Vitellaria Paradoxa que já é cultivada para fins comerciais

Só por si, esta diferença, já faz com que a espessura, a textura, a fragrância e a cor das manteigas de karité variem muito. A cor dela vai do branco até ao ligeiramente amarelado.



Quanto à fragrância, é descrita como sendo pouco agradável quando se trata de manteiga pura, não refinada e não desodorizada. Nas minhas pesquisas li de tudo um pouco nas descrições relativamente ao cheiro, desde cheirar a nozes, azeitona, fumo, bacon......

Passamos então ao segundo ponto a ter em conta na escolha de uma manteiga de karité, se a querem pura, refinada ou não refinada e desodorizada ou não.

O ideal é escolher manteiga pura, não desodorizada e não refinada, só assim terão a garantia de escolher uma manteiga de karité com todas as suas propriedades.  Os processos de refinação e desodorização da manteiga são processos de alteração química de forma a transformar a textura e cor da manteiga, pondo-a branquinha ou colocando corantes amarelos para a tornar aparentemente mais apelativa e remover-lhe o cheiro característico que é pouco apelativo.

Devem ainda escolher uma manteiga que seja extraída a frio (cold-pressed) e embalada em recipientes que não sejam transparentes porque se exposta a temperaturas altas e à luz pode ficar com as suas propriedades deterioradas. 

Se se preocuparem com isso, devem ainda optar uma manteiga que seja bio e proveniente de comércio justo.




Esta manteiga da Dr. Feelgood é de origem biológica, extraída a frio e vem embalada num pote de vidro castanho. No rótulo pode ler-se a proveniência da manteiga, Kenya o que me leva a concluir que deve ser da espécie Vitellaria Nilotica, a versão mais espessa e menos hidratante mas boa para efeitos de cicatrização.

Ela é de uma cor branco marfim, bastante espessa e é realmente difícil de a fazer derreter na pele. Quanto ao cheiro dela, esperem tudo menos que seja cheirosa. Quando abri a embalagem achei que estava estragada e foi isso que me levou a ir pesquisar mais sobre o assunto e ler muitas opiniões. A meu ver, a comparação mais semelhante que encontro é que ela me cheira a balde de água de azeitonas! 

Inicialmente o cheiro é demasiado avassalador e incomodativo mas por muito curioso que possa parecer acabei por de certa forma me habituar a ele (não a adorar). 

Já experimentei aplicar esta manteiga no corpo, no rosto, como hidratante de pés e no cabelo, antes da lavagem.

No rosto só me atrevo a aplicá-la antes de ir dormir e no cabelo foi um sarilho retirá-la, tive de passar o shampoo duas ou três vezes para conseguir retirar a camada espessa que deixa.  

A manteiga da purity vision também é da mesma espécie (e não refinada) que esta mas a versão que comprei para criança é misturada com óleo de coco e canhâmo e talvez por isso derreta e se espalhe melhor na pele. Entretanto pedi na Notino outra manteiga de karité (mais pequenina) mas contactei a marca e descobri que ela é desodorizada, ainda não a usei para falar dela....





segunda-feira, 15 de outubro de 2018

Clavin Klein Eternity Air for Women



No Verão, já lá para fins de Agosto, antes de ir de férias resolvi comprar mais um dos perfumes da Calvin Klein, uma novidade de 2018. Fui a uma perfumaria cheirá-lo e depois resolvi encomendar online porque o preço é bem mais simpático.

Já é o terceiro perfume da marca que cá anda por casa e só não compro o CK Be para mim porque o meu namorado o usa porque gosto imenso do perfume, tanto para homem como para mulher. Os perfumes da marca não costumam desiludir e por norma são muito agradáveis, usáveis em qualquer situação, muitos são unissexo e não costumam ter notas muito dominantes. 

Todos os perfumes que por cá andam da Calvin Klein são frescos e leves. O Eternity Air for Women é uma fragrância feminina descrita como clara e sensual, com acordes arejados misturados com cintilantes notas frutadas e flores frescas. A ideia por detrás do perfume é capturar todos os diferentes tons da atmosfera, com um acorde de céu e reflectir o calor de um abraço de amor incondicional, através do almíscar de pele unido à madeira ambergris.

As notas do perfume são óleo de toranja, absoluto de groselha, acorde de céu (alguém que me decifre isto), como notas de coração tem peónia, lírio do vale e pêra e termina em óleo de cedro, ambergris e almíscar de pele.

Já a versão masculina, é uma versão aromática com lavanda e maça verde, tangerina, bagas de zimbro, notas marinhas, folhas de violeta, patchouli e ambergris.

Desta vez encomendei a versão de 50ml porque tenho vários perfumes a uso mas existe em versão de 30ml e 100ml.

Segundo me apercebi, em Agosto já saiu um perfume novo, o Calvin Klein One Platinum, que já me deixou de pulga atrás da orelha porque promete notas especiadas, como canela, pimenta, cardomomo, vetiver, amber e madeira.

Entretanto, chegou o Outono e esta semana a temperatura baixou, finalmente (ou não). Já andava há algum tempo a ansiar pela mudança de tempo mas já começo a sentir o frio de a sair da cama e durante o dia e as sandálias e chinelos já foram arrumadas... Por incrível que pareça, continuo a ver pessoas de sandálias, quando eu já estou aqui a escrever esparramada na cama de meias com pêlo porque estava com os pés gelados! 

A propósito dos perfumes, também gosto de os mudar junto com a estação. Esta semana já deixei de usar os fresquinhos e voltei ao meu Ange ou Démon da Givenchy e estreei o Aura da Thierry Mugler!!

Para quem estiver a pensar comprar perfumes, deixo a dica que até dia 21 de Outubro, na Notino estão com uma campanha em que os tamanhos maiores de perfumes estão em promoção, por isso aproveitem!!!




quarta-feira, 10 de outubro de 2018

Purity Vision Kids


Isto nos últimos tempos até parece que tenho filhos... primeiro foi o creme para assaduras, hoje trago-vos uma manteiga (supostamente) infantil....

No final do Inverno passado andei à procura de manteigas para rosto e corpo, já falei sobre isso anteriormente aqui no blog, portanto não me vou alongar muito.

Cada vez mais sinto esporadicamente necessidade de ter produtos bem hidratantes e com texturas untuosas para determinadas zonas do rosto/corpo, principalmente nas alturas em que ando mais alérgica. 




Na altura partilhei aqui no blog que tinha encomendado na Notino vários produtos de marcas que desconhecia por completo, nos quais se incluíam duas ou três manteigas (tinha andado a pesquisar as manteigas de karité) e alguns óleos.

Um desses produtos era a Manteiga da marca Purity Vision. Na altura pesquisei muito sobre os produtos mas não encontrava grande coisa online, deste produto, encontrei no site na marca, que se encontra todo em checo mas que facilmente se traduz com o Google...

Esta manteiga é composta por manteiga de karité não refinada, óleo de coco cru, e óleo de canhâmo prensado a frio, todos eles de origem biológica.


Este é um produto da marca, especificamente concebido para a hidratação da pele de crianças e recomendado para pele de bebés, pele sensível e problemática, seca e com eczema.

Esta manteiga promete:

  • Regenerar, nutrir e hidratar 
  • Deixar a pele extremamente suave 
  • Evita irritação nas fraldas.
  • Absorção rápida
  • Acalmar a pele irritada
  • E feitos antibacteriano e anti-séptico
  • Actua de maneira curativa e anti-inflamatória.
  • Tratar do acne infantil e couro cabeludo 


A marca recomenda que se aplique a quantidade necessária nas mãos e se espalhe no corpo (o calor das mãos ajuda a manteiga a derreter), para uma maior hidratação deve ser aplicada na pele ainda humedecida. Pode ser usado no banho, adicionando uma colher de manteiga na água.




Depois da minha experiência apenas discordaria da parte da rápida absorção. Será bem absorvido numa pele a necessitar de hidratação e se aplicada uma quantidade ínfima de produto.

Existe disponível em tamanho de 100ml ou 200ml, a que tenho é de 100 e custou  cerca de 8€. Rende muito porque apenas necessitamos de uma pequena quantidade de produto.

Estou muito fã desta manteiga!!! Retira-se o produto do boião, que é espesso e até esfarela ligeiramente (pode-se apresentar diferente mediante a temperatura ambiente) e quando esfregado na pele derrete maravilhosamente bem e transforma-se num óleo que deixa uma película untuosa e hidratante na pele. Para quem tem a pele sensível e seca é muito, muito reconfortante. Ao contrário do que possam pensar também se espalha muito bem e com facilidade no corpo pela forma como derrete.

Aplico-a frequentemente e generosamente no rosto e não tenho reacções adversas a apontar. Para quem já usou manteiga de karité, não refinada e não desodorizada sabe que não cheira nada bem, é um cheiro nada agradável. Um ponto a favor desta manteiga é que não tem fragrância nem cheiro nenhum. O cheiro dela é praticamente nulo e muito leve, talvez algo que se assemelha a cheirar um pacote de nozes.

Na última semana estive doente e o meu nariz ficou com uma dermatite gigante, tentei colocar cremes reparadores mas tudo me ardia imenso, o que se torna doloroso e desconfortável. Acabei por recorrer a esta manteiga, coloco-a generosamente à volta do nariz antes de ir dormir e é a única coisa que me tem dado algum conforto.

Vou certamente comprar outra embalagem dela numa próxima encomenda, já a pensar nos dias mais frescos que supostamente se avizinham não tarda nada.