quinta-feira, 16 de junho de 2016

Bioderma Eau de Soin


A Bioderma lançou recentemente em Portugal (sim, porque lá fora já havia à venda), a Eau de Soin, um produto que tem aparecido em muitos blogs como sendo maravilhoso.

Primeiro, do que se trata? A Eau de Soin pretende ser uma espécie de irmã da água de termal mas com a vantagem de ter protecção solar, factor 30. É indicada para pele sensível e faz parte da linha Hydrabio, formulada para pele desidratada. 

A marca alega que esta água combina uma hidratação intensa e protecção contra os raios UV, prevenindo o envelhecimento prematuro da pele, fxar a maquilhagem, refrescar e confortar a pele ao longo do dia.



Imaginem aqueles dias em que saem de casa maquilhadas, de repente vêem-se com um amigo a esturricar numa esplanada e querem reaplicar o protector solar, é quase missão impossível. Este produto deveria resolver os vossos problemas.... Já li opiniões de pessoas que dizem adorá-lo, já li opiniões contrárias, a minha divide-se entre as duas.

Eu tive muita curiosidade em experimentar este produto e comprei-o, através da Fapex, ainda não havia por cá à venda, e maioritariamente porque a minha mãe tem vítiligo e tem muita necessidade de usar protector solar e pensei logo que seria uma forma prática de aplicar o protector já fora de casa, portanto ela foi também cobaia do produto. Já aqui começo por lamentar não haver com SPF50. Custou-me quando a comprei 11,90€.



A embalagem é em spray e promete ser uma bruma, o que para mim consiste numa névoa muito fina, dispersa e leve que facilmente aplicámos de forma confortável e rápida em todo o rosto. Pois não sei se será defeito da minha embalagem mas de bruma tem pouco, o que sai é algo mais concentrado e visível, aliás muitas vezes sai mesmo um esguicho, acabo sempre por desperdiçar produto porque a primeira borrifadela mando para o ar para não correr esse risco.

A marca diz que não há necessidade de espalhar o produto que é só deixar secar mas sinto necessidade de o fazer, logo não funciona sobre a maquilhagem.

Por outro lado, é um produto concebido para borrifar em todo o rosto e a minha mãe queixou-se horrores que lhe ficaram a arder os olhos, portante pessoas mais sensíveis tenham cuidado! 

Por último, acho o produto pesado na pele, deixa a pele peganhenta e com um efeito brilhante.

Conclusão, acho um produto prático, de qualquer das formas, para trazer na carteira porque tem uma embalagem pequena (embora contenha 50ml) e em spray mas não acho que seja toda a maravilha que contam sobre ele.... há outros produtos semelhantes no mercado e portanto numa próxima vou dar vez a outro. Já alguém experimentou outra marca que recomende?

Da Bioderma da linha de protecção solar gosto bastante do after sun, é levezinho e refrescante.





terça-feira, 14 de junho de 2016

Serozinc La Roche Posay


Há na blogosfera produtos que são muito badalados e que nos acabam por despertar a atenção e vontade de experimentar. Alguns com motivos para isso, outros por uma pura questão de marketing das respetivas marcas e quando vamos a ver não valem absolutamente nada. Uma das vantagens de ser blogger ja há algum tempo é saber perceber exactamente quais os produtos que fazem apenas dos "boom" de marketing...

Um destes produtos é o Serozinc da La Roche Posay! Desde que me lembro que uso a água termal da marca ou da Avene, a primeira foi a minha mãe que ma comprou e gostava muito de as usar nos dias de praia para refrescar e acalmar a pele.




As águas termais servem precisamente para isso, acalmar a pele, irritada, com prurido e reactiva, por exemplo. O Serozinc é como um upgrade da água termal, à qual se soma o sulfato de zinco na composição, ingrediente com propriedades antioxidantes e anti-irritantes.

É um produto em spray, recomendado para peles oleosas e acneicas (promete reduzir a oleosidade) que deve ser usado como tónico ou ao longo do dia para acalmar a pele, tal e qual como uma água termal.

Resolvi comprá-lo numa altura em que a minha pele estava bastante reactiva e combinado com a extrema secura me estavam a aparecer umas pequenas borbulhas pela cara. Gosto de pulverizar água termal no rosto quando saio do banho, porque sou adepta de banhos bem quentes no Inverno mas a minha pele não gosta assim tanto... Optei então por substituir a água termal pelo Serozinc, pulverizando-o no rosto depois de aplicar um tónico com propriedades esfoliantes.

A nivel de oleosidade não me posso pronunciar porque a minha pele não é de todo oleosa, mas acho que foi uma boa adição no meu cuidado de pele porque ao efeito calmante da água termal alio o sulfato de zinco que combate eventuais imperfeições/borbulhas pontuais.

A embalagem tem 150ml e custou 7,90€ na Fapex. A minha já estou a acabar e numa próxima encomenda vou pedir mais uma embalagem.

quarta-feira, 8 de junho de 2016

Rimmel Lasting Finish Kate Moss - 20


Ultimamente sou muito mais apreciadora de batons de longa duração, daqueles que não transferem absolutamente nada, no que toca a batons muito coloridos, como vermelhos e rosas fortes.

Há algum tempo atrás comprei uns batons da Rimmel que me agradaram bastante, tanto em termos de cor como de durabilidade e como se trata de um produto bastante em conta resolvi comprar uma nova cor para o tempo quente. 




A opção desta vez foi um batom da linha Lasting Finish da Kate Moss e, depois de pesquisar sobre as cores na internet, resolvi encomendar a cor nº 20, um rosa fuchsia maravilhoso com um ligeiro subtom azul. Era uma cor que ainda não tinha e já queria há bastante tempo e por uns míseros 3€, acabou por ser a opção! Ele é muito semelhante ao Girl About Town da MAC.

Estou apaixonada por esta cor, acho perfeita para os dia de sol quando queremos completar a maquilhagem com um toque de cor diferenciado.

Este batom tem uma cor impressionante, com um passagem obtemos exactamente o que se vê na embalagem e tem uma boa duração, aguenta-se metade do dia se não houver refeições pelo meio. É um batom que não resseca os lábios mas pessoalmente gostava que fosse mais hidratante (ando sempre com os lábios secos e quando sinto mais necessidade complemento-o com um óleo da Clarins para hidratar). 

Talvez experimente outras cores numa próxima encomenda porque fiquei bastante satisfeita!



segunda-feira, 30 de maio de 2016

Bed Head Sugar Dust


Se há produto que nunca ou raramente usava no cabelo, salvo raras excepções quando ia a festas, eram produtos de fixação e volume! O meu cabelo sempre foi muito liso e pesado e portanto muito difícil de moldar qualquer forma ou penteado. A única coisa que costumava usar era laca quando tentava ondular o cabelo ou fazia tranças e as fixava para durarem mais tempo no sítio.

Desde que tenho o cabelo curto descobri uma nova necessidade, os produtos de modelação. Passou a dar-me muito jeito ter qualquer coisa à mão para segurar a franja no sítio ou dar algum volume nas raízes sempre que me apetece variar um bocadinho (sim, porque as possibilidades são muito poucas).

Andei algum tempo a usar uma laca da Schwarzkopf, aplicava atrás, no topo da cabeça e junto às raízes e com algum trabalho de dedos acabava por conseguir dar-lhe algum volume e sentir-me mais "arranjadinha".

Numa das idas ao cabeleireiro aplicaram-me um produto de modelação em pó, coisa que desconhecia totalmente, e resolvi procurar algo semelhante. 





Já tinha usado um produto da TIGI que gostei muito quando tinha o cabelo muito curtinho, o Bed Head Manipulator, que é uma pasta texturizadora mas demasiado pesada para o meu cabelo actual. Na Fapex encontrei um produto da marca que me pareceu interessante e semelhante ao que me tinha aplicado. 

O Sugar Dust é um pó invisível para texturizar o cabelo, da linha Candy Fixations, como o nome diz uma linha completamente dedicada à fixação do cabelo. É um produto algo estranho, é um pó muito levezinho, que deve ser aplicado com cuidado junto às raízes do cabelo, e é algo difícil de perceber a quantidade que se vai aplicando porque ele quase não se vê. Aliás, ele é tão leve que tive a sensação que a embalagem vinha vazia! 

Depois disso basta trabalhar o cabelo com os dedos e ele ganha uma nova forma. Não sei como funcionará em cabelos compridos mas no meu confere-me alguma forma e volume, apenas no sítio onde pretendo. A sensação no cabelo podia ser no entanto mais confortável, é um nadinha peganhento, como quando se aplica um gel.

Já alguém experimentou este produto ao algum semelhante? Ao que me parece a Schwarzkopf agora também tem um do género!


quarta-feira, 25 de maio de 2016

Corrector Maybelline Fit Me


Não anda particularmente fácil vir ao blog publicar, o meu computador avariou e agora só quando alguém tem disponibilidade para me emprestar um bocadinho o pc! Tenho em falta ainda as publicações do encontro de bloggers que organizei no passado dia 15! 

Não sou particularmente fã dos produtos da Maybelline, não é marca que costume comprar habitualmente!

As máscaras de pestanas são muito faladas pelos blogs, mas de todas as que experimentei não me fascinaram nada, pelo contrário, tinha tendência apenas a acumular-se nas pestanas que ficavam cheias de grumos.

Nos últimos tempos estava a precisar de um corrector novo e depois de tanto falarem da gama Fit Me, resolvi arriscar, numa das encomendas que fiz na Fapex, já que ficava alguns euros mais baratos! Enquanto nos supermercados o preço ronda os 7€, no site custa cerca de 5€.

Este corrector promete uma textura ligeira, não oleosa que atenua os sinais de cansaço.


Primeiro começo por dizer (acho que não seria necessário porque se vê nas imagens) que tenho umas olheiras muito pronunciadas, além disso tenho umas pequenas manchas brancas de vitiligo na zona inferior. Nos dias em que estou pior das alergias, as minhas olheiras ficam extremamente roxas, em torno de todo o olho. Por outro lado, as alergias, os olhos sensíveis (à luz, ao tempo...) e o lacrimejar frequente refletem-se numa pele igualmente sensível e seca!

Conclusão, sou fã de correctores com a maior cobertura possível e que sem um efeito demasiado seco, que tende a realçar as linhas de expressão e a pele seca.

Este corrector líquido tem uma textura cremosa q.b., não é demasiado líquido, nem demasiado espesso. Isso traduz-se num produto com uma consistência espessa o suficiente para se manter no sítio e ter uma boa cobertura mas não em demasia ao ponto de se tornar seco, desconfortável na pele e até inestético.

Não é, para mim, o corrector ideal, porque não me corrige as olheiras na perfeição mas é uma óptima opção para o dia-a-dia e o corrector que mais tenho usado! É muito confortável, fácil de aplicar e aguenta-se bem durante o dia.

Esq. sem corrector/ Dir. com corrector

Em cima sem corrector/ Em baixo com corrector

.

ES 728x90

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...